O JECA TATU // Itabrito, Minas Gerais

Ele é rude, por vezes desagradável, preguiçoso, pobre, ignorante!

“Só ele não fala, não canta, não ri, não ama.
Só ele, no meio de tanta vida, não vive…”

A palavra higiene não faz parte do seu vocabulário.

“Está provado que tens no sangue e nas tripas um jardim zoológico da pior espécie. (…) É essa bicharia cruel que te faz papudo, feio, molenga, inerte”.

Prazer! Esse é o Jeca Tatu! O caboclo. O brasileiro. O caipira. O homem do campo retratado por Monteiro Lobato. O que o autor queria mesmo era incomodar a alta sociedade da época (estamos na década de 20).

Era pra ser um retrato, nada fiel, do homem que vivia longe da cidade grande. Sem dinheiro, sem recursos, sem planos.

O cara que juntava de tudo, e que o pouco que tinha já estava bom.

Esse tal Jeca foi parar no cinema mais de trinta anos depois. Ganhou vida pelo caipira da vida real, Mazzaropi.

Os dois “jecas” – o Tatu e o Mazzaroppi, ficaram na história. Mas um ainda está bem vivo no interior de Minas Gerais.

É em Itabrito, 58 quilômetros distante de Belo Horizonte que o encontrei. Na estrada, sozinho, como se estivesse com preguiça de sair dali.

Um museu que é a cópia fiel de todos os Jecas que já existiram. Uma montoeira de história jogada pra todos os cantos. Quem se importa com pó, com a velhice e com o estado nem tão bem conservado dos objetos aqui expostos?

O Museu do Jeca Tatu é um cantinho do Brasil exprimido naquele pedaço de terra.

Museu do Jeca Tatu
Museu do Jeca Tatu

“Por que você bebe, Jeca? Diziam-lhe.

Bebo para esquecer.

Esquecer o quê?

Esquecer as desgraças da vida.

E os passantes murmuravam:

Além de vadio, bêbado…”

No cantinho do balcão tem a velha e boa pinga mineira para experimentar… Enquanto isso, na vitrola (vitrola mesmo), o vinil de Odair José tocava. O som era tão limpo que se ouvia, perfeitamente, os velhos arranhões do disco e até quando a fina e sensível agulha passava por cima da poeira.

E assim se ouvia…”eu queria ser John Lennon”.

Cada passo que damos no museu do Jeca parece que voltamos dez anos.

O cheiro de mofo, os móveis já quebrados de tão antigos e os quadros na parede sem nenhuma preocupação com a estética. Tudo jogado e esculhambado na forma mais organizada possível.

DSC05180

Você vai esquecer, por longos segundos, que parou apenas para beber uma água ou ir ao banheiro.

O paradouro que encanta qualquer um.

É preciso desviar das antigas lambretas que talvez nem funcionem mais, resistir ao ler tantas reportagens antigas na parede, fotografar os telefones velhos e as fitas VHS dos filmes brasileiros que eu nem sabia que existiam.

Lá se vende tudo e se compra de tudo também. Talvez seja esse o charme do lugar. Fugir de qualquer padrão que esse museu de beira de estrada poderia ter.

No jardim, mais arte! Um pequeno lago com carpas vivas cercadas por televisões boiando, violões afundando, ventilador saindo da água. Uma banheira com dois anjos dentro dela. Nada faz sentido por aqui. Mas o Jeca também não faria.

DSC05168B

Na pequena sala de cinema montada no museu encontrei uma tela viva. Cadeiras de madeira, nada confortáveis, e um projetor tão ultrapassado quanto tudo por aqui. Na parede está a incrível e sedutora tela de cinema. Apenas um buraco como janela. Ao sentar vemos o filme – os carros e caminhões reais que passam em alta velocidade pela estrada.

Não vá embora do museu do Jeca sem tomar o suco de milho ou experimentar as pamonhas. É o gosto que vou carregar desse cantinho quase esquecido. Talvez, quem passe na estrada, nem veja que ele está ali. Um Jeca embaixo de uma árvore, quietinho, tranquilo, vendo o tempo passar. Parece contraditório num lugar onde o tempo já parou.

Antes de entrar no carro Wilson Simonal cantava na vitrola…

Tive a sensação que o Jeca Tatu chegaria a qualquer hora…

DSC05176

MUSEU DO JECA TATU

BR-356, no município de Itabirito– MG (entre Belo Horizonte e Ouro Preto).

DSC05184B

Anúncios

Um comentário sobre “O JECA TATU // Itabrito, Minas Gerais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s