O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE CARTAGENA DE ÍNDIAS – Colômbia

Durante muito tempo pesquisei Cartagena como um ótimo destino para visitar com os meus pais – buscava um lugar tranquilo, bonito, onde pudéssemos relaxar em família e ao mesmo tempo conhecer algum cenário rico culturalmente.

No fim, os planos mudaram. Acabei indo com mais três amigos numa viagem que se tornou muito mais uma grande festa regada a cerveja e tequila naquelas águas caribenhas em pleno carnaval do que qualquer outra coisa.

Em outras palavras, Cartagena serve perfeitamente para esses dois públicos. Recomendaria de amigos solteiros à casais apaixonados. De viajantes sozinhos que buscam aventura até famílias rumo à tranquilidade, assim como a minha, que adoraria algo bem mais pé no freio.

cartagena

 

O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE CARTAGENA:

Primeiro, lembre-se que você está desembarcando na Colômbia – um país pobre e ainda com muitas desigualdades. Vá com a cabeça e os olhos livres de qualquer preconceito.

Cartagena é uma cidade portuária, fica ao norte da Colômbia.

É banhada pelas águas do Caribe? Sim, mas ao contrário do que muita gente pensa as praias lindas de areia branca e água cristalina que a gente vê nas fotos não ficam na cidade. Isso é muito importante! Em Cartagena as praias de cinema ficam um pouco afastadas e você vai precisar ir de lancha até elas. Não se preocupe, não é longe. Leva em média uns 40 minutos. Milhares de viajantes fazem esse caminho todos os dias.

Lembre-se > as praias de cinema são, na verdade, ilhas. E para chegar até as ilhas, somente de lancha. As lanchas, guiadas por agências de turismo locais, são rápidas e com uma boa dose de adrenalina. Quem se sente enjoado ou não gosta desse tipo de passeio é importante rever essa ida até lá ou contratar serviços privados.

Além das praias o ponto alto de Cartagena é a chamada Cidade Amuralhada. Antigamente um muro gigante cercava e protegia a cidadezinha. A muralha, ainda está lá de pé, e o que restou da antiga Cartagena virou um amontoado de restaurantes, bares, lojas e cafés. Há também muitos hotéis, hostels e pousadas. O lugar é lindo e muito charmoso. Impossível não se apaixonar.

 

captura-de-tela-2016-12-03-as-21-30-05

 

ONDE SE HOSPEDAR?

Essa é sempre a maior dúvida de muitos viajantes.

Bueno, é importante saber que em Cartagena existe três regiões fundamentais para hospedagem.

A mais procurada > a cidade amuralhada.

Dentro da muralha existe uma infinidade hotéis. Daqueles mais simples aos mais luxuosos. A cidade amuralhada é super segura, dá pra fazer toda a pé, inclusive durante a noite. Sempre com seguranças e policiais. Muito bem iluminada cheia de bares, restaurantes e baladinhas.

O mais seguro, segundo alguns blogs de viagens, é ficar dentro da cidade amuralhada. Mas eu confesso que fiquei fora (apesar de super perto) e adorei de qualquer maneira.

Se você não se sente seguro num país estranho, vai com família ou sozinho, procure se hospedar lá dentro. Não tem erro!

Há outra região bastante procurada por lá. Se chama “Bocagrande”. É um bairro mais nobre, moderno e perto de uma praia bastante frequentada na cidade (essa praia não precisa de lancha, fica na cidade mesmo, mas está loooonge de ser comparada às praias paradisíacas do Caribe).

Muitas famílias se hospedam lá por ser uma região mais moderna e mais com cara de cidade grande mesmo. Eu já não gosto.

 

captura-de-tela-2016-12-03-as-21-40-35
Bocagrande – observe que o bairro é moderno mas a praia super comum.

captura-de-tela-2016-12-03-as-21-46-01

 

Por fim, há uma terceira opção de hospedagem > o bairro Getsemaní. É um bairro bastante simples que fica fora da cidade amuralhada (mas muito, muito perto). Pra você ter ideia da distância eu saía todos os dias do meu hostel, que fica no bairro, e ia a pé até a cidade amuralhada ou até a marina (onde pegávamos as lanchas para as ilhas). No máximo uns 15 minutos caminhando. Fazíamos esse trajeto inclusive durante a noite.

Para se hospedar aqui é melhor não carregar nenhum tipo de preconceito. O bairro é bem popular, alternativo e muito animado. Eu adorei, e voltaria outra vez. Mas nem todo mundo gosta. Cheio de cores nas paredes e muros, casas velhas mas que dão todo o charme do lugar.

 

captura-de-tela-2016-12-03-as-21-49-07
Getsemaní, o meu bairro preferido!

captura-de-tela-2016-12-03-as-21-52-24

 

Dizem que é muito comum se deparar com casamentos nas igrejinhas do bairro. No meu caso encontrei uma aula de salsa e de zumba na praça, à céu aberto e de graça pra todo mundo que quisesse.

 

DCIM999GOPRO

 

Se você vai com família, opte pela cidade amuralhada. Bocagrande é uma opção mais moderna.

Se vai com amigos, procura um lugar animado, a cara da Colômbia ou pretende gastar menos, Getsemaní pode ser um lugar incrível e a melhor opção!

Fiquei hospedado no HOSTEL MEDIA LUNA. Super recomendo. O hostel tem piscina, bar próprio mas não tem ar condicionado. Confesso que mesmo nos dias de muito calor o único ventilador do quarto ajudou a refrescar.

Não se engane pelas fotos e pelas propagandas do hostel. Apesar de parecer o lugar mais animado do mundo é, na verdade, bem tranquilo. O bar só funciona uns dois ou três dias da semana – apesar de que na recepção a cerveja sempre está a venda. A festa, que eles tanto anunciam, só acontece uma vez por semana. Quando eu fui acontecia nas quartas (sexta não tinha e sábado também não). É bom perguntar antes. De qualquer forma saí de lá apaixonado pelo hostel. Um dos mais legais em que eu já fiquei.

Achei o preço justo. Na época a diária era, em média, 60 reais num quarto para seis pessoas.

Lembre-se que estamos falando de hostel – quartos e banheiros compartilhados, sem café da manhã, sem luxo, sem grandes confortos, mas muito mais econômico e divertido.

No próprio hostel há um balcão com uma pequena agência de viagens. Lá é possível reservar todos os passeios que existem por Cartagena, inclusive passeios de bike pela cidade, ônibus de turismo, viagens até as ilhas.

O site do Media Luna Hostel é medialunahostel.com

 

captura-de-tela-2016-12-04-as-15-52-44

captura-de-tela-2016-12-04-as-15-53-51

 

Outro hostel bastante elogiado por lá é o El Viajero. Ele fica dentro da cidade amuralhada e todos elogiam muito a localização. O diferencial dele é que possui quartos privados, ar condicionado nas habitações, café da manhã, aulas de salsa e festinhas em mais dias da semana do que o Media Luna.

É uma rede famosa de hostels que existe em várias cidades da América do Sul. Ou seja, pode confiar!

Apesar do El Viajero ser super procurado e recomendado ainda prefiro o Media Luna.

Importante> existe, dentro da cidade amuralhada, um HOTEL com o mesmo nome do HOSTEL. É muito comum os taxistas se confundirem. Se optares pelo hostel deixe bem claro para o motorista o endereço para que ele não confunda os lugares.

Para quem não curte a vibe de hostel vou deixar aqui algumas outras dicas de hotéis, pousadas e hotéis boutique:

Luxo:

-SOFITEL LEGEND SANTA CLARA CARTAGENA: talvez o hotel mais chique da cidade. O hotel é lindo, fica perto do mar e dentro da cidade amuralhada. Uma diária pode sair por mais de mil reais. Ideal para quem busca luxo. Clique aqui e acesse o site do hotel.

-SAN PEDRO HOTEL SPA: segue a linha luxo. Hotel menorzinho mas super bem conceituado. Fica no centro histórico. As diárias saem por pouco menos de mil reais. Clique aqui e acesse o site do hotel.

-CASA LA FE: tem uma das melhores localizações de todos na cidade amuralhada. Segue a linha hotel boutique. Tem tarifas um pouco mais econômicas. A diária varia de 300 a 600 reais. Clique aqui e acesse o site do hotel.

-HILTON CARTAGENA HOTEL: fica no bairro Bocagrande, na beira da praia. Muito bem avaliado pelo luxo, pela localização e por estar na beira do mar. A boa notícia é que sempre há promoções. É possível encontrar ótimos preços nos sites de procura de hotéis. Acabei de fazer uma pesquisa para fevereiro e encontrei diárias de 400 reais (sem café da manhã). O preço em conta, para um hotel de luxo, se justifica pelo fato da maioria dos viajantes optarem por ficar na parte histórica da cidade, na cidade amuralhada, que é mais típico. Clique aqui e acesse o site do hotel.
Econômico:

-HOTEL TORRE DEL RELOJ: fica logo na entrada da cidade amuralhada. É bem recomendado. Tem nota média entre 7 e 8 pelos viajantes. A diária sai entre 100 e 300 reais. Clique aqui e acesse o site do hotel.

-HOTEL BOUTIQUE LA ARTILLERIA: fica no bairro Getsemaní, por isso bem mais em conta, apesar de super bonito, com café da manhã e piscina. A região pode assustar algumas pessoas mas fique tranquilo, o lugar é lindo e seguro. O hotel é bem avaliado pelos viajantes. Tem média 8 em alguns sites. A diária varia normalmente entre 100 e 300 reais. Clique aqui e acesse o site do hotel.

-HOTEL EL VIAJERO: este hotel tem o mesmo nome de um famoso hostel. Fique atento para deixar claro ao taxista que se trata do HOTEL e não do HOSTEL. Esse hotel não tem nada de luxo, apesar de bem confortável e muito bem localizado dentro da cidade amuralhada. As diárias variam entre 80 e 200 reais em média. Procure os sites de pesquisa de hotéis como Booking ou Hoteis.com para procurar os preços bons neste hotel.

 

Para mochileiros:

-HOSTEL MEDIA LUNA: pra mim, é o melhor hostel de Cartagena. Preços a partir de 60 reais a diária em quartos compartilhados. O legal é que há também um Media Luna na Isla Baru (uma das ilhas mais visitadas de Cartagena). Você pode se programar pra passar uma noite por lá. Clique aqui e acesse o site do hostel.

-HOSTEL EL VIAJERO: uma ótima opção. Fica dentro da cidade amuralhada e há opções com ar condicionado nos quartos. Clique aqui e acesse o site do hostel.

 

TRANSPORTE:

Se você nunca visitou a Colômbia precisa saber que por lá os táxis não possuem taxímetro. Sim, isso mesmo. Não há nenhum equipamento dizendo quanto você deve pagar. Esse valor é calculado pela cabeça do próprio motorista. Não se preocupe, é raro ver algum taxista querendo passar a perna, aumentando o caminho, ou cobrando valores absurdos pelo trajeto. Todos aparentam ser muito honestos. Cobram sempre muito, muito barato e sempre são justos mesmo não tendo taxímetro. Para não ter confusão pergunte ao motorista antes de entrar no carro o valor da corrida.

Outra dica, lá não se negocia muito não. Não tente dar uma de espertinho. Se ele falar que a corrida de um local até o outro dá 20 mil pesos, acredite. Você pode até tentar baixar um pouquinho esse preço mas não perca tempo negociando. Lembre-se que geralmente eles são justos no valor cobrado.

Ao chegar em Cartagena use os táxis para ir até o hotel. Na saída, no desembarque, muitos vão te oferecer táxi ali mesmo quando você mal pegou suas malas. Na minha primeira ida fiquei com medo, desconfiado e não aceitei, achando ser algum golpe. Mas, pelo o que eu percebi, eram os mesmos taxistas que encontrei pela cidade e que por diversas vezes usei o serviço deles. Escolha talvez o que te oferece o menor preço. Em média até Bocagrande, Cidade Amuralhada e arredores, eles cobram 17 mil pesos. Se cobrarem um pouco menos ou um pouco mais, fique tranquilo. O valor é esse mesmo.

Ao contrário de muitos outros destinos onde o recomendável é alugar um carro ou usar ônibus, esqueça carro por aqui! Use táxi! É seguro, rápido e muito barato.

Quanto ao trânsito, muitas vezes caótico, prepare-se para ouvir dezenas de buzinas ao mesmo tempo. Até quando a rua está livre os motoristas buzinam. Confesso que os meus ouvidos, já acostumados ao trânsito de São Paulo, sofreram com barulho infernal das buzinas de Cartagena.

 

captura-de-tela-2016-12-04-as-15-58-33

captura-de-tela-2016-12-04-as-16-18-48

captura-de-tela-2016-12-04-as-16-22-41

 

DINHEIRO:

A moeda local é o peso colombiano, identificado pela sigla COP.

COP 17.000 – significa 17 mil pesos colombianos.

Muita gente sempre pergunta quanto levar e como resolver o problema do dinheiro por lá.

Desde o ano passado que eu já não troco mais dinheiro nas casas de câmbio no Brasil. Levo um pouco, é claro, por segurança. Mas ultimamente estou optando por sacar o meu dinheiro através do cartão de débito do meu banco em qualquer caixa eletrônico por lá.

Eu explico. Ainda no Brasil você entra em contato com a sua gerente de contas e pede para liberar o SAQUE INTERNACIONAL no seu cartão de DÉBITO (isso mesmo, débito e não crédito – aliás, nunca saque dinheiro com cartão de crédito).

Atrás do seu cartão há uma bandeira específica para saques fora do país. A bandeira mais comum é a PLUS ou CIRRUS. Se tiver bandeira PLUS isso significa que você poderá sacar em qualquer caixa eletrônico do mundo que tenha a bandeira PLUS autorizada (nos caixas as bandeiras estão sempre muito visíveis). Se a sua bandeira for CIRRUS obviamente só poderá sacar nos caixas que tiverem opção para CIRRUS. Você coloca o seu cartão brasileiro na máquina, mesmo que não seja do seu banco, diz o valor na moeda local que você quer sacar e coloca a sua senha brasileira. Pronto! Vai sair o dinheiro na moeda local para você gastar!

Importante > no saque internacional também é cobrado o mesmo valor de IOF do cartão de crédito e mais uma taxa do seu banco para cada saque. No caso do meu banco, eles me cobravam além do IOF + 14 reais por cada saque. Já no Peru o valor do saque era de 18 reais. Muda de região para região. Pergunte antes.

Vantagens > o valor do câmbio é diário, ou seja, ao contrário do crédito que vai te cobrar a taxa cambial na data de encerramento da fatura, aqui a cada dia o cambio vai mudar. Às vezes subia, muitas vezes caía. Mas a maior das vantagens é que o câmbio do banco é, quase sempre, muuuito melhor do que o das casas de câmbio. Há ainda a vantagem de não andar com todo o dinheiro de uma só vez.

Desvantagens > Você vai ter um limite de valor para saque. Não pode sacar quanto quiser. Cada banco, em cada país, determina uma quantia. Se precisar de mais, vai ter que voltar lá no dia seguinte e pagar mais uma taxa por saque. Normalmente, em média, você pode sacar até 600 reais mas no valor local.

Mesmo com essas desvantagens achei, no meu caso, mais em conta sacar lá do que trocar o dinheiro aqui no Brasil (correndo o risco de perder todo o dinheiro ou ser assaltado).

 

captura-de-tela-2016-12-04-as-16-15-10

 

QUAL A MELHOR ÉPOCA PARA VISITAR CARTAGENA?

A ótima notícia é que sempre faz calor por lá! A temperatura mais baixa no ano é registrada em janeiro, 23 graus. De fevereiro até dezembro a mínima varia entre 24 e 25 graus. Sim, dificilmente as temperaturas são mais baixas do que isso. A temperatura máxima varia entre 30 e 31 graus todos os meses do ano.

Mas não comemore muito não. Se o frio não chega por lá, a chuva chega.

A Colômbia está fora da rota dos furacões que passam pelo caribe mas as chuvas podem se tornar mais frequentes em algumas épocas do ano justamente pq os furacões estão em outras regiões próximas. Entre janeiro, fevereiro e março as chances de chuva são muito pequenas, quase raras, em Cartagena. A média varia entre 1 e 4 mm de chuva entre esses meses.

Em abril a média de chuva já pula pra 24 mm (pode parecer muito mas ainda é pouco. Chove quase nada. Pode chover um dia mas no outro já não). Mas entre maio e novembro a situação se complica. O nível da chuva varia de 100 a 235 mm. É como se nestes 7 meses chovesse 90 dias (o difícil é saber quando essa chuva vem).

O recomendado é aproveitar Cartagena entre dezembro e abril (quando as chuvas são raras). Fora desse período é contar com a ajudinha de São Pedro.

 

captura-de-tela-2016-12-04-as-16-01-55

 

VENDEDORES AMBULANTES

Já adianto a frase que você mais vai falar em Cartagena: “no, gracias”.

Os vendedores ambulantes estão por todos os lados. São muitos, dezenas, centenas. Eles interrompem as conversas, a fotografia que você está tirando, sua refeição para oferecer de chapéu à pulseiras. No início você vai ser super prestativo. Mas no final do primeiro dia já não vai mais aguentar ser abordado tantas vezes e repetir que não está interessado no produto.

Tenha paciência! Apesar de muitos se sentirem incomodados lembre-se que essa é a forma que muitos colombianos encontraram para levar a vida.

Agora, se você tiver interesse em algum produto, negocie! Eles são bons para isso e estão sempre abertos à uma nova proposta! Conseguimos ótimos descontos só na negociação com os vendedores!

 

captura-de-tela-2016-12-04-as-16-08-53

captura-de-tela-2016-12-04-as-16-04-17

 

QUANTO TEMPO FICAR?

Fui para Cartagena durante o carnaval brasileiro. Fiquei 5 dias e achei suficiente mas confesso que ficaria um pouco mais.

Não é preciso ficar mais do que uma semana. Uma semana já é muito tempo.

Cinco ou seis dias você vai conhecer tudo!

Se vai em algum feriado, fique tranquilo, em quatro dias também é possível conhecer bem a cidade! Menos do que isso aí complica até pq para visitar as ilhas você vai perder um dia inteiro quase para cada uma delas.

Espero que as dicas possam ser úteis. Você vai se apaixonar por Cartagena!

Qualquer dúvida é só mandar uma mensagem aqui na página que vou tentar ajudar!

Boa viagem!

 

captura-de-tela-2016-12-04-as-16-11-59

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s