O CARIBE COLOMBIANO // Cartagena, Colômbia

Não quero quebrar o encanto de ninguém mas preciso dizer que as praias de Cartagena são feias e sem graça!

Calma! Não se desespere! Você vai poder desfrutar daquele paraíso que todo mundo diz encontrar quando desembarca por lá!

Cartagena fica bem pertinho das ilhas paradisíacas do Caribe mas vai ser preciso pegar uma lancha para chegar até elas.

É super fácil e tranquilo. No seu próprio hostel, ou hotel, os funcionários poderão lhe apresentar as muitas agências que fazem esse passeio até qualquer uma das praias. Caso contrário, você pode ir até a marina de Cartagena e negociar lá mesmo. Existem váááárias agências e guichês e você acerta tudo na hora (inclusive no próprio dia da ida). A marina fica uns 5 minutos caminhando da cidade amuralhada.

Os passeios para as ilhas saem normalmente entre 7 e 9 da manhã, todos os dias. Caso queira comprar na hora os tíquetes para as praias chegue, pelo menos, uma hora antes do embarque. Mas sempre recomendo comprar com um ou dois dias de antecedência para não provocar aquela clássica e desnecessária correria de última hora.

>>> Dê uma pesquisada em mais de uma agência! Sempre há preços muito melhores.

captura-de-tela-2017-01-14-as-01-35-24

captura-de-tela-2017-01-14-as-02-06-17

OS HORÁRIOS E OS PREÇOS:

As lanchas e os barcos saem quase todos no mesmo horário (entre 7 e 9 da manhã) e retornam quase todos juntos (entre 15 e 16 horas). O que determina a hora da ida ou da volta é a maré. Ou seja, alguns dias é possível ficar um pouco mais, em outros é preciso até voltar mais cedo do que o previsto.

Se você quiser mais tempo nas ilhas é preciso contratar guias particulares ou dormir por lá. Falarei disso mais adiante.

O preço do translado varia entre 35 e 150 reais por pessoa. O preço muda dependendo da praia que você vai, da embarcação que o levará e se tem ou não almoço incluído. Na época paguei o equivalente a 50 reais para uma das ilhas com almoço.

captura-de-tela-2017-01-14-as-01-45-36
Isla Baru

COMO CHEGAR? 

Você precisa saber que os tíquetes mais baratos levam você em lanchas muito rápidas – muito rápidas mesmo. O tempo de viagem é de 45 minutos até as ilhas. Não tem nada de muito luxo e nem muito conforto. É sentar na lancha e curtir a aventura.

Fique tranquilo! Apesar da dose de adrenalina o passeio é super bonito e seguro.

Clique aqui e assista a nossa viagem até as ilhas – observe a lancha em que vamos. É super tranquila.

Existem opções mais caras: uma delas te permite ir de barco. Barco grande, bem maior que as lanchas. Nessas embarcações é possível caminhar, ir ao banheiro e até em um barzinho com músicas caribenhas. Ideal para quem tem medo e que não goste de velocidade. O problema é o tempo de viagem. Normalmente 2 horas só para chegar na ilha, e depois mais 2 horas e meia para voltar. Não recomendo.

A terceira opção, e a mais cara de todas, é alugar um barco privado que leve só você, seus amigos ou sua família até a ilha. Isso permite reduzir a velocidade quando você quiser, além de poder parar e tirar belas fotos pelo caminho.

O ALMOÇO NAS ILHAS

Quando oferecerem almoço incluído não espere um super almoço requintado e nem os clássicos “sirva-se a vontade” que existe no Brasil. Muitas vezes o cardápio é o mesmo: saladinha, frango ou peixe, arroz com leite de côco e patacones (banana verde amassada e frita, super comum por lá).

O almoço geralmente é servido em mesões comunitários embaixo de barracas de palha e, muitas vezes, em pratinhos de plástico. Não há luxo algum. É preciso se desprender disso. Relaxe! Você está num dos lugares mais lindos! Recomendo!

Se o seu pacote não tiver almoço, não se preocupe, sempre há restaurantes/barzinhos nas ilhas.

arroz-con-coco

E SE CHOVER?

O clima interfere muito nas saídas das embarcações. Se estiver nublado, eles vão igual. Mas se o tempo fechar ou o mar estiver agitado, a marina é bloqueada e ninguém sai. Nesses casos os passeios são cancelados e os tíquetes transferidos para outros dias.

As praias das ilhas são pequenas e, dependendo da quantidade de turistas, ficam super lotadas. Evite final de semana!!!! Nas sextas, nos sábados e domingos, as ilhas são invadidas por nativos e turistas. As praias ficam absurdamente lotadas a ponto de você não conseguir caminhar, entrar no mar, muito menos curtir! Planeje visitar as praias de segunda à quinta.

captura-de-tela-2017-01-14-as-01-43-34
Multidão na Isla Baru – somente aos finais de semana e durante feriados
captura-de-tela-2017-01-14-as-01-53-07
Mas durante a semana a praia é muito tranquila…

CUIDADO COM OS OURIÇOS

Falando em mar… há muitos ouriços e por conta disso muitos relatos de viajantes que acabam saindo da água com o pé machucado. E dói, viu? Dói a ponto de atrapalhar a viagem toda! Por isso é muito comum encontrar sapatilhas de borracha sendo vendidas. Não se preocupe!! Não é ridículo e nem brega. Pelo contrário, quase todos os viajantes usam. Isso faz com que você aproveite esse mar sem nenhum risco! Eu comprei e precisei usar diversas vezes. Paguei o equivalente a 25 reais e não me arrependi.

captura-de-tela-2017-01-14-as-01-56-00

PLAYA BLANCA (ISLA BARU) 

Sabe aquela praia do caribe, de areia branca e mar transparente que você sempre sonhou? A Playa Blanca é uma delas! É a mais famosa praia visitada da região e super frequentada por quem está em Cartagena.  Você precisa desembarcar por lá! É linda!

Pra você entender aonde estamos: existe um conjunto de ilhas no caribe colombiano chamado “Islas Rosário”. São 27 ilhas paradisíacas que fazem parte desse arquipélago. Uma dessas ilhas se chama Isla Baru, a mais frequentada. A Playa Blanca é uma das praias dessa ilha. A areia é bem clarinha, como o nome diz, e o azul do mar é surpreendente.

A ilha é super simples, com barraquinhas de palha e energia elétrica somente por gerador.

Existe opção de hospedagem por lá. Hostel ou campping. Tudo muito aventureiro, não esqueça disso. Mas o mais comum é somente passar o dia e voltar para Cartagena.

Apesar de não chegar energia elétrica e água encanada, a ilha recebe milhares de viajantes. Os turistas chegam de barco e os nativos chegam por terra (há opção de transporte terrestre pra chegar até lá mas para nós, viajantes gringos, não vale a pena. É muito transtorno para uma diferença pequena de preço).

Para chegar lá é super simples. Vá até a marina de Cartagena (chamada de muelle), e compre lá mesmo os tíquetes para “playa blanca”. As embarcações saem todos os dias entre 7 e 9 horas da manhã. O muelle fica ao lado da torre do relógio, bem pertinho da cidade amuralhada.

O passeio mais vendido por lá é o que inclui OCEANÁRIO + PLAYA BLANCA.

A lancha sai do muelle e segue até o oceanário que fica no meio do mar, depois segue para Playa Blanca e retorna para Cartagena

captura-de-tela-2017-01-14-as-01-59-23

Dica importante 1 >> a praia é cheia de pequenas tendinhas para os viajantes ficarem embaixo se protegendo do sol. Eles geralmente não cobram nada para você usar desde que você consuma algo do bar deles. Diga que vá beber bastante e eles te colocam em uma das tendinhas com cadeiras de praia.

Dica importante 2 >> os vendedores ambulantes lotam a ilha. Eles passam vendendo tudo, principalmente chapéu e pulseiras. Mas na ilha há também uma grande quantidade de mulheres que fazem massagens.  Quando você menos perceber elas já estão massageando suas costas mesmo sem você pedir. Se disser que não tem interesse elas vão insistir e vão continuar. Se você realmente não quiser, nem deixe elas começarem – caso contrário você vai precisar dar alguma quantia no final. As massagens não são caras. Custavam, na época em que eu fui, uns 25 reais. Vale a pena relaxar com aquela vista…

Lembre-se que normalmente as lanchas chegam pouco antes do meio dia na ilha e no meio da tarde já começam a retornar. Se você quiser ficar mais tempo o recomendado é dormir na ilha.

Clique aqui e veja sugestões de hostels para dormir na Isla Baru.

captura-de-tela-2017-01-14-as-02-02-13

OCEANÁRIO DAS ISLAS ROSÁRIO

Este passeio é super bem avaliado pelos viajantes. Os animais, aqui, não ficam em tanques e piscinas. Ficam no mar mesmo, apenas cercados.

Há várias espécies de peixe, inclusive tubarões e shows de golfinhos.

Para entrar no oceanário o tíquete custa entre 25 e 35 reais e se você quiser interagir com os golfinhos paga mais 50 reais. O tíquete é comprado na hora e não está incluso no tíquete da lancha.

Dificilmente você consegue fazer só este passeio. Normalmente ele está incluso em algum outro passeio pelas ilhas. O mais comum é Oceanário + Playa Blanca.

O passeio pelo oceanário leva duas horas e só depois você segue para as praias.

Se você comprar esse pacote (que é o mais comum) vai precisar parar obrigatoriamente no oceanário mesmo que você não queira. Se não quiser pagar os ingressos para o oceanário vai ser preciso esperar dentro da lancha até o grupo voltar. Dentro da lancha mesmo pq é proibido descer no mar por ali. Ou seja, vá curtir o oceanário e depois siga para a ilha com o grupo.

maxresdefault

ISLA GRANDE

Esqueça os barcos abarrotados de turistas, os vendedores ambulantes, a sujeira na beira da praia, os hotéis lotados… Isla Grande é a melhor opção para quem quer conhecer uma das ilhas mais bonitas da Colômbia e que ainda é pouco desbravada pela maioria dos viajantes.

Esse lugar é um dos preferidos dos gringos europeus e dos que buscam sossego – e logo que você desembarca por lá entende o motivo. Não há quase ninguém, não há barulho, não há tumulto…a paisagem é uma das mais bonitas e, por consequência, é a ilha mais cara (mas vale cada centavo).

captura-de-tela-2017-01-14-as-02-04-08

Para chegar lá é super fácil! Basta seguir os mesmos passos rumo a qualquer ilha da região. Compre tíquetes de pacotes nas agências ou diretamente na marina de Cartagena. Há pacotes de um dia ou de vários dias. Sim, é possível passar a noite por aqui!

Nesta ilha estão alguns dos mais luxuosos hotéis e resorts de Cartagena. Pesquise bem os preços pq é possível encontrar ótimas promoções.

captura-de-tela-2017-01-14-as-02-05-15

Ficar hospedado aqui, nem que seja por dois dias, é uma das melhores dicas que posso dar. Ideal para casais, lua de mel, família e até mesmo amigos. Mas é importante lembrar que não há muito o que se fazer na ilha. Não há gente, não há baladas e nem bares…só mar, natureza, mar e natureza- dois dias, uma noite, está de bom tamanho. Se quer se desprender mesmo do mundo, e ficar num paraíso, fique mais dias.

Durante o período em que ficar por lá pode escolher alguns dos atrativos da ilha. Há passeios de barco, de bike, caminhada pelas inúmeras praias e lagoas, mergulho e por aí vai… Tudo pode ser negociado lá na hora mesmo.

captura-de-tela-2017-01-14-as-02-04-31

Para os amantes das histórias de Pablo Escobar a Isla Grande pode ser um prato cheio. É aqui, no coração da ilha, que fica uma das mansões do famoso narcotraficante. Desde a queda do cartel de Medellin a família de Pablo foi embora de vez, nunca mais voltou, e a casa está completamente abandonada. Não se entusiasme muito pois não é possível visitar o local. Para a nossa alegria, os barqueiros da ilha nos levam, por um preço justo, a navegar bem próximo da casa. É possível fotografar e admirar a gigantesca mansão com 300 cômodos apenas do mar.

Mas ainda há uma outra alegria! Dizem que um dos aviões de Pablo foi abatido pela polícia ao deixar a mansão da Isla Grande e está até hoje no fundo do mar. É possível mergulhar e ver o avião de pertinho. Fiz esse passeio. Não usei equipamentos de mergulho, apenas óculos para enxergar melhor embaixo dágua. Como a água é cristalina é possível ver o avião sem precisar mergulhar muito. Não sei se realmente a aeronave é do Pablo Escobar mas está justamente há poucos metros da antiga mansão dele e por aqui todos gostam de alimentar essa história. Recomendo!

Já se você busca economizar na estadia enquanto estiver pela Isla Grande tenho uma sugestão ainda melhor!

Se metade da ilha é tomada pelos resorts e hotéis caros, tive a sorte e o prazer de conhecer a outra parte da ilha – formada por nativos da comunidade afro-colombiana Orika. São 700 famílias que resistiram à chegada do turismo de alto poder aquisitivo e que buscam manter a natureza da ilha praticamente intacta.

Os próprios moradores montaram, desde o início dos anos 2000, um turismo eco-sustentável. É possível se hospedar em pequenos e simples hotéis e casas de moradores da Isla. Nada de luxo e muito pouco conforto. Algumas cabanas são feitas de palha. Há camas mas há opções com rede. Não há energia elétrica e nem água encanada. O banho, é de canequinha mesmo. Alguns eco-hotéis já possuem energia solar, outros geradores, mas somente por algumas horas por dia.

captura-de-tela-2017-01-14-as-02-05-30

Conhecer a comunidade Orika foi uma das melhores experiências que já tive. Paguei pelo pacote o equivalente a 100 reais – não mais do isso – com transporte até a ilha, hospedagem no La Palmeras (pequenas cabanas de palha), todas as refeições inclusas (preparadas pelas próprias nativas da comunidade Orika) e com um guia para nos orientar na ilha.

Se tiver interesse em conhecer um pouco mais dessa inesquecível experiência, clique aqui. Darei dicas de onde se hospedar e contarei um pouco mais do que fazer no povoado afro-colombiano.

PLANEJE SEU ROTEIRO NAS PRAIAS COLOMBIANAS

Em sua visita à Cartagena planeje um dia na Isla Baru e, pelo menos, mais um dia na Isla Grande. Se for possível, durma uma noite por lá. Você não vai se arrepender!

Se tiver dúvidas ou quiser sugestões de roteiro escreva pra gente.

Acompanhe nossas viagens pelo instagram @marcusreisrs

ou pelo canal do Youtube “Fui viajar não sei quando volto”.

captura-de-tela-2017-01-14-as-02-05-55

captura-de-tela-2017-01-14-as-02-05-00

captura-de-tela-2017-01-14-as-02-04-43

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s