A EXÓTICA FESTA DOS MORTOS // Oaxaca, México

 

Esqueça o dia triste, o silêncio dos cemitérios e a dor que todos nós normalmente sentimos no dia de finados aqui no Brasil.

No México, é só festa e alegria! Sim, um dia dos mortos completamente diferente de tudo o que nós, vivos, já presenciamos.

Os mexicanos preferem comemorar, na verdade, a vida que os entes queridos tiveram ao invés de chorar por suas perdas. A ideia é relembrar os bons momentos, dançar e cantar o que os familiares e amigos que já se foram mais gostavam de ouvir e preparar os pratos preferidos deles. Uma baita lição de desapego e um olhar diferente em relação a um assunto tão triste e pesado: a morte.

Os mexicanos acreditam que entre os dias 31 de outubro e 2 de novembro se abre um portal entre o mundo dos vivos e o mundo dos mortos. Por isso a grande festa: para receber os mortos com muita alegria, assim como quem recebe uma tão esperada e querida visita em casa.

As ruas estão sempre animadas, cheias de música, flores e fantasias, assim como os cemitérios.

Se você estiver planejando desembarcar no México tente conciliar as datas com essa festa. Você não vai se arrepender!

O dia dos mortos é comemorado em todo o país, mas vou te dizer exatamente aonde você precisa estar para viver essa experiência tão rica e inesquecível!

mortos1.jpeg

OAXACA DE JUÁREZ 

É aqui, nesta pequena cidadezinha com cara de povoado, que você vai viver a melhor festa do dia dos mortos do México.

Oaxaca de Juárez (se fala “oarraca”), é a capital do estado que leva o mesmo nome, Oaxaca. A cidade tem pouco mais de quinhentos mil habitantes, mas o centrinho histórico vai te fazer sentir num típico povoado mexicano.

A cidade, umas seis horas distante da Cidade do México, é muito conhecida por realizar a melhor festa do dia dos mortos. É tudo muito simples – diferentemente da capital que é tudo pomposo demais. Mas é aí que está o segredo: enquanto a Cidade do México realiza um evento americanizado para agradar os turistas com tudo muito exagerado em Oaxaca você vai viver a real festa, típica do país, para os moradores locais.

Não pense duas vezes! Por mais que tentem te convencer evite a Cidade do México e vá para Oaxaca!

Oaxaca é uma cidadezinha linda! Me lembrou Paraty, no Rio de Janeiro (apesar de que em Oaxaca não tem mar). Ruazinhas de pedra, com casas que atravessaram gerações e que ainda preservam o passado na arquitetura.

Por atrair viajantes de todos os cantos do mundo há muitos albergues, hotéis, pousadas boutique e muitos restaurantes de chefes renomados e cafés aconchegantes. Voltei de lá apaixonado!

oaxaca

O QUE FAZER NA FESTA DOS MORTOS? 

O centro histórico de Oaxaca fica lotado durante a festa. Tudo acontece na rua mesmo, de graça, e atrai uma multidão por ser muito animada.

Os mexicanos acreditam que o portal entre o mundo dos vivos e o mundo dos mortos se abra na noite de 31 de outubro.

Nesta primeira noite, diz a crença, somente as crianças podem atravessar o portal. É a chegada dos “angelitos”.  No dia seguinte, os adultos.

oaxaca2

O QUE FAZER NO DIA 31 DE OUTUBRO? 

Comece andando pelas ruas do centro histórico no fim da tarde. Várias “comparsas” vão cruzar o seu caminho. “Comparsas” são grupos fantasiados de mortos, que carregam grandes bonecos (tipo os de Olinda) e que dançam ao som de muita música (parecidas com as nossas marchinhas de carnaval). Escolha uma comparsa e siga dançando com ela pelas ruelas. É tudo muito divertido.

Para entrar no clima pinte o seu rosto. A cada esquina dezenas de maquiadores oferecem as pinturas na cara.

A fantasia mais comum por lá (assim como a tintura) é a da Catrina – personagem principal da festa dos mortos.

Catrina é uma caveira que representa uma dama da alta sociedade mexicana – por isso ela está sempre bem vestida. A ideia é mostrar que para a morte não há diferenças sociais e que pobres e ricos terminam exatamente da mesma forma. Todas as mulheres se vestem e se pintam como a Catrina, e os homens como o Catrin. A pintura no rosto sai por 80 pesos (+ou- 15 reais).

day-of-the-dead-568012_640

Depois de curtir a festa nas ruas, prepare-se para a mais inusitada experiência que o dia dos mortos vai te proporcionar: comemorar a vida dentro de um cemitério!

Oaxaca tem dois ou três cemitérios, não me recordo. O maior deles, e o que oferece a festa mais incrível, fica um pouco afastado do centrinho histórico. Não se preocupe, é possível ir de táxi. Os taxistas cobram, geralmente, 100 pesos mexicanos até lá (+ou-17 reais). Lembre-se que no México eles não usam taxímetro. O preço é calculado pela cabeça do motorista. Por isso, pergunte e negocie o valor antes de entrar no carro.

Fui ao cemitério de Xoxocotlán – e tenho certeza que foi o mais legal naquela noite. Havia multidões por lá, congestionamento e mal dava para caminhar – mas é fundamental você passar por lá! É incrível!

Os cemitérios ficam todos iluminados por velas e decorado com flores laranjas – a típica flor que nasce nessa época do ano por lá. Nos túmulos as famílias colocam os pratos que os parentes comiam. Tudo regado à muita música dos mariachis e à muita tequila e mezcal (bebida típica parecida com a nossa cachaça).

3ddc83348dba4a74e13dfe6b717c931d.jpg

Diamuertos

Meu receio era que os viajantes não fossem tão bem recebidos pelos moradores locais- já que apesar de toda a festa estamos falando de uma tradição íntima. Nada disso! Todos os turistas são bem vindos e podem participar do evento (desde que a respeitem). Fotos e vídeos são permitidos, mas seja discreto. Cuidado para não pisar nos túmulos – às vezes na emoção nem olhamos pra baixo. Seja delicado ao abordar alguma família e, caso você seja convidado à fazer parte da festa, aceite!

Tive uma experiência incrível ao ser convidado por uma família para sentar com ela ao redor do túmulo. Os parentes fizeram questão de contar tudo sobre o morto entre um gole e outro de mezcal.

A festa segue por toda a madrugada e vai até o amanhecer.  Deixe todo o seu preconceito de lado e divirta-se no cemitério.

mortos2
Brasileirada na festa dos mortos em Oaxaca
day-of-the-dead-1868836_640
As Catrinas mexicanas

O QUE FAZER NO DIA 1 DE NOVEMBRO? 

Segundo a crença dos mexicanos, no dia 1 de novembro, os adultos podem atravessar o portal entre  o mundo dos mortos e o mundo dos vivos. Por isso a festa durante o dia segue pela cidade de Oaxaca e as velas brancas (das crianças) são trocadas pelas coloridas.

Há desfiles de “catrinas”, concurso de fantasias pelo centrinho histórico e muitas comparsas atravessando as ruazinhas e fazendo muita música.

O ponto alto da festa acontece quando escurece. As comparsas vão atravessando a cidade recolhendo as “almas perdidas”. O cortejo, muito animado,  vai longe – leva horas- e acaba em um dos cemitérios da cidade. Lá, as “almas perdidas” são devolvidas ao mundo dos mortos. É tudo muito simbólico e bonito.

Apesar de beberem muito por lá é bom lembrar que não se pode beber nas ruas. Portanto, não espere encontrar ambulantes vendendo álcool – somente nos estabelecimentos fechados como bares e mercadinhos.

ca84d685b1f36ed50a46f00807aaeefe

O QUE FAZER NO DIA 2 DE NOVEMBRO? 

Pensei que o dia 2 de novembro seria o mais importante das festividades dos mortos por lá mas pelo o que eu percebi já é final de festa. Não há tantas opções do que se fazer em comparação aos outros dias. Por isso, procure chegar um pouquinho antes para aproveitar os dias 31 de outubro e 1 de novembro (na minha opinião, os melhores dias).

Mesmo assim ainda há muita festa nas ruas, desfiles de fantasias e muita gente pintando caveiras nos rostos.

Não deixe de experimentar o famoso “pão dos mortos” – um pão um pouco mais duro e que é bastante consumido nos cemitérios.

bread-552237_640
O famoso, e delicioso, pão dos mortos

ALGUMA AGÊNCIA DE TURISMO OFERECE TOURS PELOS CEMITÉRIOS? 

Sim! Várias agências locais de Oaxaca – inclusive em hostels e hotéis – vão te oferecer passeios incluindo tours pelos cemitérios com direito à jantar nos túmulos e bebida.

Sinceramente? Não recomendo! Geralmente esses pacotes são caros e é possível fazer tudo de graça indo por conta. Meu único gasto foi com o táxi até os cemitérios (paguei 20 reais a corrida – dividindo com outras pessoas ainda), e com comida e bebida (uma garrafa de mezcal sai por 25 reais e a comida é muito, muito barata).

25397752_10214685943724954_849953555_o

FESTA DOS MORTOS NA CIDADE DO MÉXICO 

A capital também realiza a tradicional festa dos mortos mas a sensação que eu tive é que lá tudo é feito para turistas. É tudo muito “show”. Há desfiles com fantasias de monstros, zumbis, personagens de filmes americanos e até carros alegóricos. É bonito e grandioso, e muita gente gosta, mas está longe da festa tradicional, simples e verdadeira do interior.

20161026122310450519o
Festa dos mortos na Cidade do México

 

DiadosMortos29
Carros alegóricos pela Cidade do México
Dia-dos-Mortos-760x490
Multidão se aperta para ver os desfiles na Cidade do México

Participar da festa dos mortos era um grande sonho que eu tinha e em Oaxaca pude realizá-lo da forma mais linda do mundo!

Recomendo essa experiência que vai se manter viva para sempre na minha memória!

05111917090787

dia-dos-mortos

25353473_10214685934524724_584897977_o

Anúncios

2 comentários sobre “A EXÓTICA FESTA DOS MORTOS // Oaxaca, México

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s